VASTIDÕES, POEIRA E DEVOÇÕES INFAMES

Image

“…Não iria, portanto, desde sempre sacrificar a memória dos seus olhos — habituados a vastidões, poeira, lajedos e tropeiros passantes — com as coiseirices domésticas da matrona. Desde sempre preferiu que fosse assim; que numa espécie de segregação recíproca a velha se alimentasse de suas paixões e devoções infames, com ele ao longe; e ele seguindo impoluto sem que suas mãos, puras de leite e suor, se contaminassem de valores e práticas menores.”

Trecho da novela Calumbi, que integra o livro Menelau e os homens (Casarão do Verbo, 2012).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s